bizarro-canada-vortexApós os Novos 52, a editora das lendas resolveu mexer um pouco na sua linha editorial e deixar de lado a homogeneização das suas revistas, dando assim, mais liberdade criativa para os autores de uma forma que abrangesse um público maior, essa iniciativa foi nomeada de DC YOU. Com esta nova linha, tivemos uma diversidade maior de estilos aplicados nas revistas e diversas novidades no quesito revistas solos, uma das ótimas surpresas foi Bizarro.

Bizarro foi uma série de seis edições que chegou a ganhar um encadernado pela Panini, com roteiro de Heath Corson, mais conhecido no meio das animações, o que trouxe um toque especial para a HQ com uma vontade de inovar e divertir, e as artes ficaram por conta do brasileiro Gustavo Duarte, apresentando um traço leve e cartunesco, casando perfeitamente com o tom cômico da história.

bizarro1Indo contra a versão sombria do clone do Superman apresentada nos Novos 52, aqui Bizarro é tratado como um personagem de coração enorme, que faz tudo ao contrário, mas com a genuína vontade de fazer o bem. Tudo se encaixa perfeitamente, em uma obra que se inspira claramente em Antes só do que mal acompanhado, de John Hughes, um clássico das comédias.

Tentando evitar mais desastres em MetrópolisJimmy Olsen leva Bizarro para uma road trip rumo ao Canadá, passando por várias cidades e velhos conhecidos do universo DC. As participações especiais se dão tanto na história, com a aparição de Jonah HexDesafiadorZatanna e até mesmo Batman e Superman, como nos bastidores, onde vários artistas são convidados para ilustrarem algumas páginas, entre eles, Rafael AlbuquerqueKelley Jones e outros.

bizarro2No caminho, encontram um chupacabra chamado Colin, que se torna amigo de Bizarro e lidam com vendedores de carros, uma cidade-fantasma, agentes do governo e alienígenas. Todos os conflitos são resolvidos em moldes que fujam um pouco da violência, apesar de apresentar alguns combates, e sempre se dão de forma cômica e com uma lição subentendida ao fim da edição. Talvez você tenha que se esforçar um pouco às vezes para se atentar os pontos em que o personagem principal fala ao contrário e deixa o leitor sem entender o que houve, mas nada que interfira no desenrolar da história, sendo até usado propositalmente.

Bizarro1A-370x223Bizarro foi com certeza uma ótima surpresa que vale a pena ser conferida, lembrando bastante a fase de Keith Giffen e J.M. DeMatteis na fase cômica da Liga da Justiça Internacional. A proposta acertou em cheio quem anseia por um pouco de comédia, e magistralmente transforma um vilão sombrio em um personagem de coração enorme, pena que por enquanto não há continuação prevista. Esta ser a pior revista de todas, mim odiar ela, você não deve ler!

bizarro-antes-só

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s