injustica-65-experimento42AliançaQ desta semana é uma colaboração entre mim e o aliado Eduardo de Souza, como dois fãs da editora das lendas, o Dudu resolveu me chamar para contribuir em uma review que ele vinha escrevendo sobre a HQ Injustice, então eu não podia recusar um pedido desses, espero que possamos contemplar esta parceria mais vezes.

Heróis leais uns aos outros e ao povo qual juraram proteger com suas vidas se tornam uns contra os outros diante do caos arquitetado pelo insano palhaço da cidade de Gotham.

04As ações do Coringa e sua fiel subordinada Arlequina dão início a uma sucessão de eventos catastróficos em Metrópolis que mudarão o destino de todos. Sob efeito da loucura causada por uma mistura do gás do Espantalho com Kryptonita, o Homem de Aço acaba matando sua esposa Lois acreditando estar enfrentando um de seus piores inimigos, Apocalipse. Ao se dar conta do que fizera, ambos Lois e seu filho, ainda por nascer, já estavam sem vida.

Batman interroga Coringa na delegacia e pede que outros super heróis impeçam a entrada de Superman, mas nada nem ninguém conseguem segurar a fúria do homem mais poderoso da Terra. Ele então encontra o local onde o palhaço está e sem muitas palavras, atravessa seu peito com um golpe único que arranca sua vida de uma vez por todas. Batman mal pode acreditar no que vê e Superman faz questão de culpa-lo por nunca ter impedido o maldito palhaço. Se Batman tivesse matado o Coringa muito tempo antes, Lois e o filho de Clark agora estariam bem, este é o começo do fim.

 

O que acontece quando o super herói mais forte se revolta com a perda de quem mais ama? Os autores narram o fim da Liga da Justiça e marcam o início do Regime alimentado pelo totalitarismo do novo Superman, com a ajuda de uma Mulher Maravilha tocada pelos sentimentos destruídos daquele poderoso homem que ela tanto admira.

Injustice02É complicado trabalhar com uma briga de proporções colossais entre seres tão poderosos, e os escritores dessa fantástica HQ calculam cada passo com maestria a fim de deixar os leitores mais ávidos totalmente inseguros em relação as ações de seus heróis favoritos, pois aqui se vê o sentimento verdadeiro e suas reais intenções e ideais sendo postos à prova. “Quem é este cara que um dia jurou me defender?” é o pensamento que ecoa na cabeça de muitos que agora se veem diante do Regime.

Entende-se que o Regime foi criado com o propósito de acabar com todo e qualquer mal que acontece na Terra. Nada acontecerá sem a supervisão do Homem de Aço. Nenhum governo continuará sua guerra ou lançará seus mísseis que destroem milhões de vidas inocentes. O deus da terra é Superman e somente ele toma decisões e julga com força desmedida quando reis ou presidentes ainda se recusam a compreender que não se deve desobedecer a um alienígena enfurecido.

Screenshot_2016-06-07-12-03-48A HQ é separada em “Anos” e a cada um somos apresentados a elementos diferentes do universo DC, passamos do envolvimento da tropa dos Lanternas Verdes para o lado místico com Constantine ajudando o Morcego e chegamos até a intervenção dos Deuses Gregos, cada arco trabalhando personagens e perspectivas diferentes para complementar a história, Tom Taylor não falha em fazer o leitor questionar diversos atos e motivos que os personagens tem.

why-alfred-thinks-batman-will-beat-superman-4

Falando no trabalho de Taylor, ele nos apresenta um regime totalitário, mas ao mesmo tempo nos dá motivos críveis para isso, Superman está quebrado, sua esposa e filho mortos e sua cidade destruída. Taylor nos faz notar que até o Homem de Aço tem seus limites, ele não trabalha com a moral heroica de que tudo pode ser salvo, aquela apresentada na era de ouro do personagem, nos trazendo assim uma moral mais realista para a história já que todos tem que lidar com os acontecimentos de uma forma mais pessoal e sabemos que, por mais que a comparação seja irônica, ninguém é de ferro na realidade.

Injustice-Gods-Among-Us-010-2013-Digital-K6-of-Ultron-Empire-08

É interessante ver os paralelos criados entre as personalidades dos personagens, se antes tínhamos um escoteiro tentando salvar o morcego das trevas, agora o contrário é aplicado, algo que é bem representado na cena em que Clark discute com Bruce sobre ter aprendido com ele a usar o medo em seus inimigos e a única resposta cabível no momento é proferida de forma melancólica pelo morcego “Você matou um homem, Clark”, aqui percebemos o quanto Bruce também está devastado com aquilo, pois sempre acreditou que o azulão era a inspiração que todos precisavam.

 

Não espere uma trama de violência gratuita, Injustice desenvolve muito bem seus personagens, dando camadas e problemas pessoais que afetam diretamente a moral de cada um e Taylor nos lembra de que um herói não é aquele que faz o que é preciso, e sim o que é certo, mesmo que ninguém mais o faça.

injustice-ch017ajpg-9b9890

Anúncios

Deixe uma resposta