origens-e-evolucoes-lucifer-02-768x364Hoje não falaremos de um quadrinho em específico, mas sim de um personagem que possui uma série de própria e é um dos meus personagens favoritos do universo das HQ’s, conheça a história do Estrela da manhã, Lúcifer Morningstar.

O personagem pertence à editora Vertigo, uma divisão da DC Comics que conta histórias mais maduras e adultas, e é diretamente inspirado no anjo caído. Sua primeira aparição foi em Superman’s Pal Jimmy Olsen #65, ali Jimmy se encontra em um sonho com um homem que se chama de Senhor L, pensando ser um ancestral de Lex Luthor, Jimmy faz um acordo com o homem e ao fim descobre que este na verdade era Lúcifer, mas esta versão não é tida como sua primeira aparição oficial já que posteriormente ele teve seu visual alterado.

O anjo caído ficou mais conhecido ao receber destaque em Sandman, de Neil Gaiman, aparecendo como membro do triunvirato do inferno no arco “Prelúdios e Noturnos”, e logo depois tendo mais ênfase em “Estação das Brumas”, esta sendo creditada como sua primeira aparição oficial. Lúcifer se mostra aborrecido em ser o senhor do inferno, assim bane todos os demônios e almas para fora e fecha os portões, entregando a chave para Sonho dos Perpétuos (protagonista de Sandman) e se retirando para Los Angeles, Califórnia, onde abre o piano-bar Lux.

origens-e-evolucoes-lucifer-04Lúcifer foi protagonista da sua própria série após Sandman, contando com 75 capítulos publicados entre Junho de 2000 a Agosto de 2006 e um One-Shot intitulado Nirvana, toda a série foi escrita por Mike Carey, que chegou a ser indicado ao Eisner Awardde “Melhor escritor” em 2001 por seu trabalho na série.

Suas histórias focam em discussões filosóficas sobre o livre arbítrio, Lúcifer é apresentado como um personagem Niilista e que está em busca de se livrar do controle arbitrário de seu Pai, Deus. Acompanhado pela lilim Mazikeen, uma filha de Lilith, primeira esposa de Adão, o Estrela da Manhã entra em embate com diversos deuses Pagãos como IzanamiTsukuyomiSusanooLoki e Fenrir, inclusive com alguns de seus irmãos como Miguel ou até mesmo os perpétuos como a Morte e Destino.

Tido como o segundo personagem mais poderoso de todo o universo DC, ele está atrás apenas de seu pai Yahweh (Dica, este é o verdadeiro nome bíblico de “Deus”) e empatando com seu irmão Miguel Demiurgos, podendo manipular a realidade a seu bel-prazer. É interessante notar que apesar de ser extremamente poderoso, o portador da Luz dificilmente usa seus poderes, preferindo usar estratégias e sua lábia.

Durante os eventos de sua série, Lúcifer deu vida a uma segunda criação separada daquela de seu pai, onde proibiu a todos que ali habitassem de o venerarem e mandou que vivessem sem medo de deuses, pois ali eram livres, demonstrando mais uma vez sua repugnância ao controle exercido por Yahweh sobre tudo.

getSamael (Outra dica, este é seu verdadeiro nome, Lúcifer não é atribuído na bíblia como seu nome e sim uma tradução para seu título, portador da luz) é sem sombra de dúvidas um dos personagens mais intrigantes e carismáticos já criados, mesmo sabendo que ele é o diabo, se torna quase impossível de o leitor não simpatizar com o mesmo, em determinado momento quando apontado como culpado pela maldade dos homens, ele responde: “Eles me culpam por tudo(…). Mas eles são responsáveis pelos próprios atos, e se odeiam por isso“.

Existem dois pontos interessantes sobre o personagem, apesar de ser nomeado como o “Lorde das Mentiras”, a recusa da mentira é parte central na posição moral do personagem, ele se vê como um facilitador de forças dentro dos indivíduos, e considera a mentira uma corruptora de códigos morais. Enquanto ele evitar mentir, sua moralidade raramente se estenderá a compaixão e ele nunca se auto-considerará degradante, assim sendo, Lúcifer sempre cumpre com a sua palavra.

Outro ponto é que ele considera a experiência como parte crucial da existência, afirmando que jamais voltaria atrás para consertar qualquer coisa que fosse envolvida direta ou indiretamente a ele. Lúcifer gosta de ver o desenrolar dos fatos, unindo isso à sua preferência em confiar em sua inteligência e manipulação.

origens-e-evolucoes-luciferEm 2015 o personagem ganhou uma continuação em uma nova série, dando andamento aos eventos posteriores aos terminados em 2006, estando ainda sendo publicada mensalmente, a trama conta com Deus sendo dado como morto e uma entidade obscura tomando seu lugar, dizendo ser Yahweh em sua nova “forma”.

Com sua distinta cicatriz facial, sua personalidade marcante e ácida, Lúcifer é um prato cheio para todo tipo de leitor, suas histórias são inteligentes, articuladas e totalmente imersivas, recheadas de detalhes e citações, muito do conteúdo retirado da própria bíblia, o leitor fica preso à história, bem como se tivesse realizado um pacto.

“Por que eles culpam a mim pelos seus defeitos? Usam meu nome como se eu passasse o dia inteiro instigando-os a cometerem atos que, de outra forma, achariam repulsivos. ‘O demônio me forçou’. Nunca forcei ninguém a fazer nada. Nunca. Eles vivem suas vidas medíocres. Eu não as controlo de maneira alguma. Então eles morrem, vêm para cá (tendo transgredido o que acreditavam ser certo) e esperam que seus desejos de dor e retribuição sejam satisfeitos por nós. Eu não os faço vir para cá. Eles falam de mim como se eu andasse por aí comprando almas na feira, e nunca pararam para se perguntar por quê. Eu não preciso de almas. E como alguém pode comprar uma alma? Não. Eles pertencem a si mesmos… Mas odeiam ter que encarar o fato”.

origens-e-evolucoes-lucifer-morningstar-02-768x538
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s