The-Shadow-1-spreadQuem sabe o mal que se esconde nos corações humanos? O Sombra sabe… Pois ele tem o mal em seu próprio coração!”

Antes das distintas DC Comics e Marvel reinarem no mercado de quadrinhos, já havia personagens que inspiravam a alcunha de “Herói”, e um deles era O Sombra. O personagem foi criado ainda na era do rádio por Walter Brown Gibson, sob o pseudônimo Maxwell Grant, tendo estreado no programa Detective Story Hour, em 31 de Julho de 1930, sendo sempre descrito como um impiedoso vingador mascarado, aquele que conhecia o mal no coração dos homens.

O personagem foi publicado em revistas pulp e adaptado para tiras de jornais, quadrinhos, séries de televisão, cinema e videogame nos anos subsequentes. O Sombra foi uma grande inspiração para os anos que viriam no mundo dos quadrinhos, sendo parte de uma evolução dos super-heróis, em particular, o Batman, que é tido como seu sucessor direto.

shadowvol1tp-17O sucesso do herói durou até o final da década de 40 quando, após mais de 300 edições, seu gibi foi cancelado. Desde então, o personagem sempre foi retomado pela indústria, seja em novas edições de quadrinhos, particularmente pela DC ComicsDark Horse e a Dynamite, séries ou na provável única encarnação conhecida por grande parte do público recente, uma produção cinematográfica de 1994 estrelada por Alec Baldwin.

No retorno do herói, Garth Ennis assina a saga inicial, com capas de Alex Ross e arte de Aaron CampbellO Sombra – Fogo da Criação apresenta o herói em um dos momentos mais brutais da humanidade, a segunda guerra mundial, mas em vez de joga-lo contra os nazistas, o vingador é enviado para combater um dos grandes aliados de Hitler, o império Japonês.

The-Shadow-Fire-of-Creation-v1-009Apesar de ser ambientado na Segunda Guerra Mundial, Ennis “arranha” a nostalgia e o romantismo dos jogos de espionagem da época para exercitar a sua marca registrada no uso gráfico da violência, com rajadas de bala e banhos de sangue dignos da fase de Chaykin, o escritor mostra como é versado no assunto histórico, em muitos momentos beirando o didatismo, mas não deixa de imprimir sua sagacidade no cinismo e na esperteza do playboy Lamont Cranston, o alter ego do protagonista, bem mais atuante no conto do que sua contraparte.

shadow_1_cover_chaykinO enredo se da a partir da investigação formal para descobrir se os japoneses estão em posse de um mineral com potencial destrutivo para definir a guerra, e as incursões do Sombra contra o mesmo grupo. Mesmo prezando pela justiça, não há um senso moral de que bandidos devam ser poupados. Munido de duas armas calibre .45, Sombra atira sem nenhuma piedade, enquanto faz da sombra e do hipnotismo seus aliados para confundir os inimigos. Margo Lane, o interesse amoroso do vingador, também está presente nesta revitalização, a dama que conhece a dupla identidade do herói sempre foi vista como parceira nos combates, mas aqui se limita a uma acompanhante da aventura.

The-Shadow-The-Death-of-Margo-Lane-FeaturedO Sombra: Fogo da Criação, alterna bem sua dosagem entre aventura e investigação, mostrando o porque do Morcego de Gotham ter sido inspirado no vigilante. É possível identificar na história o sentimento heroico de outra época, os diálogos afiados contribuem com toda a vitalidade e potencial que o Sombra pode canalizar, e a sombria arte de Aaron Campbell oferece o toque nostálgico para o enredo com seus detalhes na reconstituição de época, agora falta saber se isso será o fôlego necessário para trazer o personagem de volta das Sombras.

The-Shadow-Backstabber-533x800
Anúncios

Deixe uma resposta