“O Poderoso Chefão” (“The Godfather”, no original) é um filme norte-americano de 1972, dirigido por Francis Ford Coppola, baseado no livro homônimo escrito por Mario Puzo. O filme é estrelado por Marlon Brando, Al Pacino, James Caan, Richard Castellano, Robert Duvall, Sterling Hayden, John Marley, Richard Conte e Diane Keaton. O filme conta a história da família mafiosa Corleone, de 1945 até 1955. Teve duas sequências: “The Godfather: Part II”, em 1974; e “The Godfather: Part III” em 1990.

“O Poderoso Chefão” foi indicado a dez Óscars e venceu nas categorias de Melhor Filme, Melhor Roteiro Adaptado (Coppola e Puzo) e Melhor Ator (Brando). O American Film Institute apontou-o como o melhor filme de gângster de todos os tempos e o segundo melhor filme da história na lista dos melhores filmes estadunidenses.

No verão de 1945, Don Vito Corleone ouve pedidos de favores durante o casamento da sua filha Connie, enquanto o seu consigliere e filho adotivo, Tom Hagen, apenas escuta. O cantor e “afilhado” do Don, Johnny Fontane, pede ajuda para estrelar um filme que vai ajudá-lo a reerguer sua carreira.

Hagen vai a Califórnia para se encontrar com o chefe do estúdio Jack Woltz com o objetivo de adquirir o papel para Fontane. Depois de recusar-se a escalar Fontane, ele desperta na manhã seguinte com a cabeça decapitada do seu valioso e estimado cavalo sobre sua cama.

Francis Ford Coppola fez uma das crônicas mais brutais e emocionantes da vida americana já projetada dentro dos limites do entretenimento popular. As punições causadas pelos membros da Família Corleone não se limitam somente a emboscadas súbitas nas esquinas das ruas ou aos assassinatos mais elaborados e coreografados. Eles também incluem frases duradouras de ostracismo em ambientes de pura burguesia.

Coppola comprou uma verdadeira briga com a Paramount Pictures, produtora do longa, para conseguir fazer o filme da sua maneira. A Paramount queria que o filme se passasse nos tempos contemporâneos (1972, na época) em não nos anos 40, para aliviar os custos de produção. Além disso, não queria que Marlon Brando interpretasse Don Corleone, pois o ator tinha fama de indisciplinado. Também não gostaram da escalação do então desconhecido Al Pacino para o papel de Michael Corleone. Mas graças a persistência de Coppola o filme saiu como o planejado e até hoje mostra seu sucesso.

Marlon Brando atua no papel de Don Vito Corleone, o magnífico e sagrado patriarca da família. Apesar de ser aclamado pelas críticas, seu papel sozinho não é o mais importante, ainda que seja a chave para o funcionamento do filme. Os outros atores, sim, tornam brilhante esta obra cinematográfica. Al Pacino, atuando no papel de Michael Corleone, é o filho educado e herói de guerra que retorna para a casa, para tempos depois, assumir os negócios da família. James Caan, Richard Castellano, Robert Duvall, Al Lettieri, Abe Vigoda, Gianni Russo, Al Martino e Morgana King também são ilustres em seus papéis. O Coppola não negou a herança italiana dos personagens, e enfatizando, ele fez um filme que transcende seu meio e gênero imediato.

Além das interpretações marcantes, o filme é recheado de cenas memoráveis. É quase impossível destacar somente alguns momentos, pois todo o filme se apresenta de forma épica. O desenvolvimento da história ocorre de maneira envolvente graças a um roteiro perfeito, fotografia espetacular e direção de arte impecável. Mesmo com seus já 45 anos de existência, o filme não está datado.

“O Poderoso Chefão” engana a visão do expectador com coisas nobres como: casamentos, batismos, festas familiares. Por trás disso, há uma inexplicável sequência de assassinatos acontecendo. Também é um pouco perturbador saber que alguns personagens que estão em movimento, provavelmente na próxima cena, estarão com os cérebros escorrendo sobre a toalha de uma mesa branca. Não é nada pessoal, mas apenas negócios.

Este é verdadeiramente um daqueles filmes que as pessoas têm que assistir antes de morrer. É uma obra prima que influenciou a maneira como os filmes são feitos até hoje.

Anúncios

1 comentário »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s