Sejam bem-vindos ao Aliança J, esta semana vamos falar sobre Magi!

Magi, também conhecido como Magi: O Labirinto da Magia, é um mangá escrito e ilustrado por Shinobu Ohtaka. Ele começou a serialização na revista semanal Weekly Shōnen Sunday em junho de 2009. Uma adaptação em anime por A-1 Pictures foi exibido no Japão a partir de outubro de 2012 a março de 2013. Uma segunda temporada foi lançada em Outubro de 2013 até Março de 2014. A terceira temporada ainda não foi anunciada, mas tem grandes chances de acontecer devido ao alto rendimento de vendas no Japão.

Sinopse:

A história se passa em um mundo alternativo baseado no Velho Mundo, com vários personagens, nações e contos que assemelham-se profundamente com seus homólogos da vida real. No mundo de Magi, todos os seres vivos possuem uma essência conhecida como Rukh e quando eles morrem, essa essência retorna para o “Grande Fluxo de Rukh” que dá vida a todos os seres, em um ciclo eterno de renascimento denominado “Destino”. Uma vez que uma pessoa é dominada pela tristeza, raiva ou desespero, seu Rukh se torna obscuro, corrompido, de coloração negra e que se desvia do fluxo principal em um processo chamado de “depravação ou cair da graça” em inglês “Fall into Depravity”. Além disso, existem vários castelos mágicos, cheios de tesouros, armadilhas e desafios conhecidos como “Dungeons” e cada um deles é um lugar que guarda um ser mágico misterioso e poderoso, chamado de Djinn. Aqueles que conseguem encarar os desafios de uma Dungeon, conquistar a lealdade de um Djinn e retornar vivo são conhecidos como “Dungeon Capturers” ganhando a habilidade de usar seus poderes mágicos a qualquer momento. Um Captor de Dungeon carrega seu Djinn em um recipiente especial geralmente feito de metal.

 

Magi tem uma mitologia incrível, misterioso, com personagens calorosos e lutas incríveis. O visual da obra é lindo e repleto de simbologias o que traz um tom místico, os incríveis Djins seres de grande poder e que devido a isso agregam fortes características aos personagens. O mundo de Magi é grande, desde nações construídas por aventureiros até exuberantes escolas mágicas, temos personagens como Aladdin, Sinbad  e outros que deixam a obra mais interessante por trazer parte das características de seus homólogos. O que me prendeu ao anime além de tudo citado acima foi a proposta feita, acompanhar as aventuras de crescimento de um novo e poderoso Magi junto de seu  candidato a rei, é possível ver esse desenvolvimento dos personagens e a luta da cada um com os próprios problemas internos e como a amizade entre eles os fortalece e impulsiona para frente.

Agradeço aos leitores que ficaram até aqui!

Fiquem a vontade para comentar abaixo suas opiniões de anime, sobre o que mais posso estar trazendo de informação na coluna, até a próxima!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s