The Walking Dead: A Telltale Games Series é um jogo de terror, drama, ação e aventura baseado na HQ de mesmo nome, de Robert Kirkman, jogado a partir de uma perspectiva de terceira pessoa, com uma variedade de ângulos de câmera cinematográfica. Desenvolvido e publicado pela Telltale Games, o jogo foi lançado primeiramente em 11 de dezembro 2012, possuindo versões para as plataformas Android, iOS, Kindle Fire, OS X, Microsoft Windows, Ouya, PlayStation 3, PlayStation 4, PlayStation Vita, Xbox 360 e Xbox One.

O jogo se situa no mesmo mundo ficcional da HQ, com eventos ocorrendo logo após o apocalipse zumbi no estado americano da Geórgia. Entretanto, a maior parte dos personagens foram criados para o jogo, que é centrado no professor universitário e assassino condenado Lee Everett, que resgata e toma conta da jovem Clementine. O criador da série supervisionou a criação da história para que ela correspondesse com a HQ, mas deixou a Telltale Studios lidar com a maior parte do desenvolvimento da trama. Três personagens da série original fazem aparições no jogo: Hershel Greene, Shawn Greene e Glenn Rhee.

Lee Everett participa de um grupo desorganizado de sobreviventes que tentam manter-se vivos no meio de tanto caos. Algumas partes do jogo exigem do jogador respostas cronometradas, muitas vezes levando a decisões importantes que terão impacto na trama do jogo. Algumas conversas exigem que o jogador faça uma escolha dentro de um tempo limitado, caso contrário, Lee vai permanecer em silêncio, o que pode afetar a forma como outros personagens respondem a ele. As escolhas dentro de The Walking Dead tem resultados ambíguos, tendo um efeito sobre a atitude dos personagens ao redor de Lee. O jogador também pode escolher fazer amizade com um personagem odiado por todos ou escolher deixar alguém para fora do grupo. Pode manter a boca fechada, com raiva, tentando manter a calma. De qualquer maneira, o grupo lembrará disso e a dinâmica mudará.

O jogador pode examinar e interagir com personagens e itens e deve fazer uso de itens de estoque e com o meio ambiente. Durante todo o jogo, o jogador é apresentado com a capacidade de interagir com os seus arredores, e as opções para determinar a natureza dessa interação. Por exemplo, o jogador pode ser capaz de olhar para um personagem ou falar com esse personagem, ou caso o jogador esteja carregando um item, oferecê-lo para outro personagem ou perguntar-lhes sobre isso.

Em cenas de ação, o jogador deve executar certas ações em tempo rápido (Quick Time Events), de modo a manter a si mesmo ou outros personagens vivos. Se o jogador morre, o jogo será reiniciado a partir de um checkpoint, um pouco antes do Quick Time Event. Outras situações cronometradas envolvem grandes decisões, como a escolha de qual de dois personagens aleatórios permanecerá vivo.

The Walking Dead: A Telltale Games Series é algo realmente especial. Ao oferecer aos jogadores a opção de criar relacionamentos e fazer escolhas que preencham a história, o jogo envolve o expectador com seus eventos e faz o jogador se importar de maneira que outros jogos não conseguem. Sim, há momentos em que as animações de Lee falham, mas são questões técnicas que o lembram de que isso é apenas um jogo. O que realmente importa aqui é a história, que dirige todo o drama e ação que a Telltale Games quer passar, com esta obra imperdível que ninguém deve deixar de jogar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s