Farpoint é um jogo de ação desenvolvido pela Impulse Gear e publicado pela Sony Interactive Entertainment. Foi lançado exclusivamente para o PlayStation 4 em 16 de maio de 2017, e faz uso obrigatório do PlayStation VR para ser jogado.

Seu personagem é um piloto espacial que acaba caindo em um planeta desconhecido, separado de seus colegas e abrigo, usando uma arma que pode ser controlada segurando o Dual Shock 4 ou o PlayStation Aim Controller. Os cenários do jogo são essencialmente um corredor extenso no qual o jogador só pode avançar. Com o tempo, seu arsenal se expande. Além de disparar contra os monstros alienígenas do planeta, o jogador pode digitalizar cenas usando uma luz montada ao cano da arma, desencadeando ocasionalmente um retrocesso holográfico que revela o que aconteceu aos outros dois cientistas que caíram no planeta tempos antes do protagonista do jogo.

Apesar disso, Farpoint faz algumas concessões para as limitações da realidade virtual. Os inimigos apenas vêm ao encontro do jogador pela frente, o que permite jogar todo o jogo sem ter que se virar frequentemente para os lados. Pelos padrões de um jogo de tiro em primeira pessoa tradicional, é um design um tanto irritante, mas em Farpoint, isso ajuda a mitigar alguns do enjoos que algumas pessoas experienciam com jogos em realidade virtual, e evita problemas com os movimentos fora dos limites de detecção da PlayStation Câmera.

Ao contrário de The London Heist ou Until Dawn: Rush of Blood, Farpoint não parece tão simplista, porque é possível se mover livremente pelo ambiente. Existe ainda uma variedade considerável de inimigos que se comportam de forma inteligente em combate, e outros enormes que obrigam o jogador a ir de cobertura a cobertura para se proteger.

Em um jogo de cerca de cinco horas, seu modo de campanha não se prolonga para muito além do estritamente necessário, porém o mesmo termina de forma tão abrupta que acaba por passar a impressão de algo está faltando ali. A história apresenta algumas reviravoltas previsíveis, a maior parte delas apresentados através de cutscenes, estranhamente em perspetiva fixa. Todas são bem escritas, mas ver um vídeo não vai de encontro com as virtudes da realidade virtual.

O modo cooperativo permite que você possa jogar com algum amigo da PSN em até quatros cenários diferentes que seguem o estilo linear do modo campanha, porém com fases que se abrem conforme os dois jogadores derrotam as hordas de monstros que vão surgindo a frente. Há também um modo online de jogador versus jogador que é bastante divertido, onde é possível invocar monstros a seu favor para derrotar seu adversário. É uma pena, no entanto, que não há um modo de mata-mata em equipes.

Farpoint é um jogo curto, porém muito bom de ser jogado se você aproveitar todos os modos que ele tem a oferecer. Seus gráficos mais realísticos vêm do poder Unreal Engine que nunca deixa a desejar, e a trama um tanto dramática ajuda a manter o jogador interessado no que está por vir. Mesmo com algumas falhas, vale a pena jogá-lo, principalmente se tiver em mãos um Aim Controller.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s