The Walking Dead: Season Two é um jogo episódico de ação, aventura, survival horror e drama interativo, baseado na HQ de mesmo nome, de Robert Kirkman, jogado a partir de uma perspectiva de terceira pessoa com uma variedade de ângulos de câmera cinematográfica. Desenvolvido e publicado pela Telltale Games, este jogo é a sequência direta de The Walking Dead: A Telltale Games Series, consistindo de cinco episódios em seu total. Lançado em dezembro de 2013, o jogo possui versões para as plataformas Android, iOS, Kindle Fire HDX, MAC OS X, Microsoft Windows, Ouya, PlayStation 3, PlayStation 4, PlayStation Vita, Xbox 360 e Xbox One.

Vários meses após os eventos do primeiro jogo, Clementine está viajando com Omid e Christa, que está visivelmente grávida. Parando em um banheiro público, o trio discute o nome do futuro bebê de Christa antes de decidirem se limpar. Entrando no banheiro feminino, Clementine coloca sua arma na pia e começa a se limpar, mas acidentalmente deixa cair a garrafa de água e se dirige para recuperá-la, próxima a uma privada. Recuperando-a, ela ouve alguém entrar. Uma garota desconhecida fuça as coisas de Clementine, que acaba por fazer barulho, chamando a atenção dela. Ela então aponta a arma para Clementine, exigindo suas posses. De repente, Omid entra na sala e percebe o que está acontecendo. Ele adota uma aproximação furtiva em direção a Michelle, mas a porta se fecha atrás dele, fazendo com que os reflexos de Michelle se voltem e disparem, matando Omid. Christa entra correndo enquanto Michelle imediatamente abaixa sua arma e pede desculpas. Christa mata a garota com um tiro no abdômen e abraça o corpo de Omid.

A cena então corta para dezesseis meses depois, onde Clementine e Christa (não mais grávida) são vistas sentadas em torno de uma fogueira na tentativa de cozinhar uma doninha que mataram anteriormente, evidentemente tristes e planejando se dirigirem para Wellington, onde Christa acredita que pode ser mais seguro. Mal sabem elas o inferno que a espera pela frente.

Algumas partes do jogo exigem do jogador respostas cronometradas, muitas vezes levando a decisões importantes que terão impacto na trama do jogo. Algumas conversas exigem que o jogador faça uma escolha dentro de um tempo limitado, caso contrário, Clemente permanecerá em silêncio, o que pode afetar a forma como outros personagens responderam a ela. As escolhas dentro do jogo tem resultados ambíguos, tendo um efeito sobre a atitude dos personagens. Clementine acaba sendo acolhida por um grupo de pessoas que não precisam necessariamente da ajuda dela para sobreviverem, deixando-a meio que por conta própria em muitos momentos, que a farão amuderecer rapidamente.

Porém, ao decorrer do jogo, Clementine vai crescendo e se tornando cada vez mais forte. O grupo começa a levar suas opiniões em conta e suas escolhas começam a fazer mais efeito. Lá pelo quarto episódio, Clementine já mostra independência e sua fragilidade já não é tão perceptível como antes. The Walking Dead: Season Two é baseado totalmente na falta que Clementine sente de Lee. Não importa com quem ela esteja sobrevivendo: a impressão que dá é que ninguém conseguirá tomar o lugar de seu antigo amigo na jornada.

Clementine pode examinar e interagir com personagens, itens e os arredores do ambiente em que se encontra no momento. O jogador pode ser capaz de olhar para um personagem ou falar com esse personagem, ou caso o jogador esteja carregando um item, oferecê-lo para outro personagem ou perguntar-lhes sobre isso.

Em cenas de ação, o jogador deve executar certas ações pressionando os botões que vão aparecendo na tela, de modo a manter a si mesmo ou outros personagens vivos. Se o jogador morre, o jogo será reiniciado a partir de um checkpoint, um pouco antes do Quick Time Event. Outras situações cronometradas envolvem grandes decisões que poderão tirar a vida de um personagem ou não.

The Walking Dead: Season 2 é a continuação perfeita da trama. No controle de uma pequena garotinha, o horror sentido pelo jogador é rapidamente ampliado, devido a fragilidade da mesma enquanto sobrevive em um mundo caótico. Criar relacionamentos e fazer escolhas que preencham a história, faz o jogador se importar de maneira que outros jogos não conseguem. A história é quem leva todo o drama e terror para sua casa, proeza esta da Telltale Games, com esta obra imperdível que ninguém deve deixar de jogar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s