Esquadraosuicidahelltopay6Já disponível para os fãs assistirem, e sendo aclamada como uma das melhores animações atualmente, Esquadrão Suicida: Hell to Pay é uma aposta que deu muito certo. Mesmo possuindo alguns baixos, e acredite, são poucos, a animação entrega uma aventura madura, e demonstra que a equipe de produção entendeu os personagens.

O filme segue bem seu enredo principal, onde Amanda Waller faz o Esquadrão perseguir, literalmente, o “Cartão de saída do inferno”, um item místico que pode salvar a alma dela de ir para o reino lá de baixo, já que ela descobre que sua morte é iminente. Enquanto isso, plots secundários são muito bem desenvolvidos, tornando a base do filme sólida.

Sendo uma equipe numerosa, normalmente é difícil conseguir retratar todos os personagens de forma que alguns não fiquem em segundo plano, mas Hell to Pay cumpre esta missão, ainda que o Pistoleiro e a Arlequina sejam claramente um pouco mais beneficiados, prova disso são as cenas de Floyd à procura de sua filha.

Esquadraosuicidahelltopay1O trabalho de dublagem é competente, com todos muito bem encaixados e trazendo personalidade para seus personagens, destaque para Christian Slater como Pistoleiro e Liam McIntyre como Capitão Bumerangue. Talvez apenas tenha faltado imponência e peso nas vozes de Vandal Savage e Tigre de Bronze, que ficaram por conta de Jim Pirri e Billy Brown, respectivamente.

Ainda que parte da ação se resuma a troca de socos e tiros, os combates são completamente convincentes. Um dos problemas de retratar seres poderosos, é que nos encontramos em diversas situações pensando “Por que ele não usa tal poder para resolver isso? ”, mas aqui os membros se encontram fazendo um astucioso uso de suas habilidades, e ainda assim, não deixam que o roteiro recaia sobre as facilidades que elas trazem.

Desde seu anuncio, parte do receio dos fãs se dava por causa do novo estilo de animação, qual através de imagens acaba deixando as cenas um tanto opacas, mas acredite, em movimento tudo funciona perfeitamente. Todos os personagens possuem profundidade e textura, e ainda se encaixam perfeitamente com o ambiente, nada parece cortado, destoante ou com orçamento reduzido para lucrar mais.

Esquadraosuicidahelltopay3O tom do filme é encontrado logo de cara, e ele se abraça agradavelmente como um pedaço de filme B, com toneladas de sangue e um toque de John Carpenter. O filme não tenta se equilibrar entre luz e escuridão, não caminha na corda bamba, e isso que torna seus elementos gore tão aceitáveis, afinal, a equipe se chama Esquadrão Suicida.

Esta é facilmente a animação mais brutal da DC, as sequências sangrentas fazem jus à sua classificação R. Em apenas 5 minutos, diversas pessoas são cortadas ao meio, com sangue para todo lado. Destaque para Zoom, o vilão usa sua supervelocidade para causar a morte de centenas.

Como não poderia faltar, os easter-eggs são diversos, e muito bem introduzidos, nenhum atrapalha o andamento da história, nem estão ali de graça. Fãs atentos se animarão com as rápidas aparições do Arraia-Negra e do Duas-Caras, assim como é extasiante o espectador perceber, mesmo que seja num piscar de olhares, a discreta participação do próprio Morcego de Gotham. Em mais de uma vez que se assista, é bom ir pausando para notar todos os detalhes escondidos ao fundo.

Esquadraosuicidahelltopay5A animação ainda conta com um genuíno tom humorístico, sem piadas forçadas ou que façam o espectador sentir vergonha. Com uma equipe de membros que podem morrer a qualquer instante, o sarcasmo é hilário. Não se engane, não se trata de uma animação de comédia, mas o tom foi tão bem pontuado, que existe o momento certo para tudo, e quando se deve ser sério, não há como imaginar que se estava dando risadas poucos instantes antes.

Em uma animação com este título, não é spoiler dizer que parte da equipe não chega ao fim intacta, mas o que mais surpreende, é que as mortes trazem cargas dramáticas com consequências reais e pesadas, e se falando nisso em um universo em que a morte normalmente não é definitiva, é um grande ponto.

Outro destaque fica por conta da retratação das vilãs femininas, todas respeitosamente colocadas, sem sexismo exagerado e gratuito, as personagens possuem seu valor é notável que, mesmo que alguns ainda reclamem, suas vestimentas nada mais são do que um reflexo de suas características psicológicas.

Esquadrão Suicida: Hell to Pay não é para crianças, é um passo acima e adiante para as animações, se sustentando por seu próprio esforço e mérito. Ainda vale notar que, se você é fã do universo pré-Flashpoint, ficará surpreso.


PRÓS

+ Vilões bem representados e com personalidades distintas.

+ Uma animação brutal, o título é realmente condizente.

+ Personagens femininas respeitadas e não objetificadas.

+ Ligação com Flashpoint.

+ Plots bem transpostos e resolvidos, o roteiro é impecável.

+ Tom bem pontuado, tanto em ação, suspense ou humor, tudo se encaixa perfeitamente.

+ Easter-eggs bem colocados e interessantes para o futuro.

+ Animação fluida e funcional.

+ Uso inteligente das habilidades dos membros.

+ Boa divisão entre os personagens, sem foco desnecessário ou protagonismo exagerado.


CONTRAS

– Algumas das vozes como a de Savage, deveriam passar mais imponência, ficando apenas no mediano.

– Talvez apenas 2 cenas se façam desnecessárias.

– A animação apesar de boa e competente, ainda poderia ser melhor.

– Maior parte dos combates em horda são simples.


NOTA FINAL: 8,5/10

Anúncios

1 comentário »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s