The Book Of Unwritten tales 2 é um jogo point-in-click da empresa King Arts Game que foi lançado para PC, PS3, PS4, Xbox 360, Xbox One e wii. em 2015, também lançou pro WiiU em 2016 e agora saiu para Nintendo Switch este ano, assim o jogo pode ser jogado de qualquer plataforma da atual geração.

Curte jogo com puzzles, cheio de referências e uma história envolvente e cómica? Jogo certo pra você que não teve a oportunidade de joga-lo nas outras plataformas.

Os quatro protagonistas do jogo, Wilbur um mago gnomo novato e com um complexo de inferioridade. Nate um humano vigarista carismático, Ivo uma princesa daquelas que tem casamento marcado pelos pais mas não quer casar (típico de filme) e Critter uma criatura peluda , participam de uma aventura na terra da fantasia de Aventasia. Uma força mágica está transformando animais em filhotes e castelos em casas de boneca. Os quatro heróis se reúnem para combater essa transformação incomum.

O gráfico é bem feito e detalhista, levando em conta que é o mesmo gráfico do lançamento pra PC. Não percebi mudança alguma no jogo na hora de fazer a portabilidade para Nintendo Switch, cairia super bem se fosse permitido o uso do touch screen, que substituiria o mouse na versão PC.

O grande ponto pra mim foi a imensa quantidade de referências a jogos, filmes e fatos históricos. Na primeira meia hora de jogo vi referência a jogos como Minecraft, Final Fantasy e o filme Monstros S.A. No decorrer do jogo a lista só aumenta, criando pra mim um mini jogo mental, o que ajuda a tornar o jogo mais divertido de jogar. As referências vem através da interação com objetos e também através de diálogos.

                              (Sim, tem uma espada de Minecraft no saguão)

O jogo possui um história cheia de comédia, e você vai virar fã do Nate nos primeiros 5 minutos de jogo. A história de cada personagem e suas personalidades são um prato cheio que o jogo oferece, e tudo isso torna o jogo, que era pra ser um pouco maçante (por ser point-in-click), divertido e que faz o “tempo voar” enquanto você joga. Você mergulha no enredo tranquilamente.

OBS: como o jogo é a base de lógica e diálogo, fundamental saber inglês ou Espanhol

 

Pontos Fortes
+Diversas referências de jogos e filmes;
+História e personagens bem elaborados;


Pontos Fracos
-Faltou adicionar o recurso touch do switch
-Pouca opção de idioma dificulta pra quem não fala inglês ou espanhol.


NOTA FINAL 6/10


Agradeço à empresa King Arts por nos fornecer o jogo para darmos nossa singela opinião, e também agradeço à equipe Aliança Geek pela oportunidade de entrar na equipe. #FirstReview

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s