Desenvolvido pelo jovem japonês Ojiro “Moppin” Fumoto inicialmente para PC e iOS em 2015, Downwell chega com estilo para ocupar seu espaço no Nintendo Switch, graças à portabilidade realizada pelo estúdio britânico RedPhatom Games.

Confesso que quando vi as primeiras imagens do jogo, torci o nariz e achei que seria mais um joguinho de celular portado para o Switch, com pouca dificuldade e nada de profundidade. Sabe aqueles jogos para passar o tempo no ônibus, clicando sem olhar? 

Para minha surpresa, fiquei 2 horas seguidas jogando. Divertido e empolgante, o jogo vai direto ao ponto, fazendo qualquer um entender sua base em poucos segundos. 

O objetivo deste roguelike indie é bem simples, descer e não morrer. No jogo nosso personagem é um homem que decide saltar no poço de uma praça a fim de explorar novas aventuras. 

AS MECÂNICAS DE JOGO

Bom, você saltou no poço e está em queda livre, e sua única arma são suas botas que disparam balas pelas solas, atirando sempre diretamente abaixo do nosso personagem, e também servem como uma pequena propulsão para frear temporariamente sua queda.

 

Ao longo do poço passamos por diferentes camadas e encontramos em cada uma delas diferentes tipos de monstros. A grande maioria derrotamos com um tiro ou um pisão a la Super Mario, porém algumas possuem espinhos ou corpo de fogo como defesa, o que faz com que você precisa de um pouco mais de habilidade e atenção, já que as balas acabam e só recarregam quando você pisa em algo, chão ou monstro.

Durante as fases, existem pontos de parada que ao serem tocados congelam os elementos da tela e servem como entradas para galerias de recarga de energia, novas armas e loja para compras de melhorias, compras essas que são feitas com as gemas adquiridas após derrotar os monstros. O jogo recompensa com mais gemas e energia extra o jogador que realizar combos de derrotar monstros sem tocar no chão.

A mecânica procedural do jogo faz com que cada vez que você inicie, seja um novo desafio.Conseguir combos, aproveitar as paradas para recarregar energia e arma, e a chegar vivo no final, não é para qualquer um. Existem também outros elementos que aumentam a diversidade da descida até o final do poço, são as melhorias dadas como recompensa ao final de cada fase, entre elas um propulsão adicional ou mais energia para botas.

ASPECTOS TÉCNICOS

Com gráficos simples, contando apenas com 3 cores em sua paleta (vermelho, branco e preto), o jogo pode parecer fraco a primeira vista, mas a mecânica compensa e muito está simplicidade visual. E convenhamos, que este visual carrega toda a nostalgia do Atari.

Embora o gameplay não seja inovador, ainda assim ele é super divertido, com controles simples e agradáveis. Podemos dizer que a portabilidade para o Switch foi bem acertada.

CONCLUSÃO

Viciante é a palavra que define melhor o Downwell. Uma obra prima se considerarmos que foi desenvolvido por um jovem, apenas com uma ideia e muita vontade. Além contar com mecânicas bem inteligentes.

O maior mérito é, sem dúvida, a simplicidade e diversidade do jogo.

Dica: acesse o site do jogo, achei bem legal e uma bela forma de divulgação.


PONTOS POSITIVOS:

+ Entrega com qualidade o que se propõe como jogo

+ Níveis de dificuldade bem calibrados

+ Mecânica procedural garante a diversão

+ Jogo traduzido para o português

+ Custo benefício (na data de publicação estava em torno de R$ 12,00 reais)

PONTOS NEGATIVOS:

– Trilha sonora enjoativa

– Paleta de 3 cores incomoda após um tempo de jogo


NOTA FINAL: 7,5 / 10


Red Phatom Games disponibilizou o jogo em sua versão digital para Nintendo Switch.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s