Desenvolvido e publicado pela Numantian Games, They Are Billions é um jogo de estratégia em tempo real (RTS) com temática steampunk em que você precisará proteger sua colônia de sobreviventes contra hordas de zumbis ao longo de um número pré-estabelecido de dias. Trata-se, basicamente, de um simulador de ataque zumbi: embora existam mapas pré-definidos, os ataques ocorrem de forma aleatória. Cada partida é única, e por extensão, as estratégias para vitória também.

Um único zumbi é suficiente para colocar toda a integridade da colônia em risco, visto que ele pode infectar os sobreviventes. Todo cuidado é pouco. Produza recursos, crie defesas, alimente os sobreviventes, treine seu exército e decida individualmente o papel de cada colono.  Como o nome do jogo sugere, a quantidade de zumbis é realmente absurda até mesmo em níveis de dificuldade mais baixos. Você sente cada erro cometido, as vezes pagando um preço alto demais. Construir uma mineradora ou recrutar um novo sobrevivente é realmente recompensador, mesmo que eles não durem muito tempo.

Você perceberá que o gameplay é cíclico: colete recursos, construa suas defesas, trace sua estratégia, sobreviva. Repita. Mas tenha em mente que para completar esse ciclo, você cometerá muitos erros e terá sua colônia destruída inúmeras vezes. Cada partida servirá de aprendizado e, quando dominar as mecânicas do jogo, verá que They Are Billions pode ser verdadeiramente hipnótico.

Contudo, nem tudo são flores. O jogo claramente foi desenvolvido para ser jogado com mouse e teclado. Testamos a versão de PS4 e garantimos: é sofrível jogar utilizando o DualShock 4. Não que os comandos não sejam responsivos ou algo parecido, é que o estilo de jogo simplesmente exige que muitas ações sejam feitas rapidamente, favorecendo drasticamente o uso dos periféricos tradicionais do PC. Reforçando o problema temos os tamanhos do cursor, textos e ícones: são extremamente pequenos. É muito fácil cometer um erro ao selecionar uma ação indevida durante a ação frenética. A impressão que fica é a de que a versão dos consoles foi feita de maneira apressada, sem a preocupação de ajustar o gameplay aos joysticks. Claro, você pode pausar a ação, tomar suas decisões, e retomar a partida… Mas estamos falando de um RTS! Gênero que literalmente tem “tempo real” no nome.

O modo campanha, presente na versão de PC, não existe nos consoles. Temos apenas o modo sobrevivência e o desafio semanal, tornando a vida útil do jogo bastante curta. Somados aos bugs e às quedas de performance, talvez They Are Billions devesse ter ficado somente nos PCs, onde ele foi claramente feito para ficar.

CONCLUSÃO

                Consoles não possuem um catálogo muito extenso de jogos de estratégia eM tempo real, e They Are Billions apenas ajuda a explicar o porquê. Entenda, o jogo não é ruim: você realmente poderá encontrar nele horas de diversão. Apenas tenha um mouse e um teclado disponíveis para aproveitar o game de verdade.

PONTOS POSITIVOS

+ Cada partida é única, com os ataques sendo gerados aleatoriamente;

+ Senso de urgência e perigos bastante imersivos;

+ Trilha sonora eficiente e cativante.

PONTOS NEGATIVOS

– Textos e ícones extremamente pequenos;

– Gameplay não otimizado para consoles;

– Mouse e teclado praticamente obrigatórios para aproveitar o game.

NOTA FINAL: 5 de 10.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s