Infliction “Extended Cut” é um jogo de terror desenvolvido e publicado pela Caustic Reality em 18 de outubro de 2018 para Steam, e em 25 de fevereiro para PlayStation 4, Xbox One e Nintendo Switch. Essa versão estendida inclui finais adicionais e um novo modo “Novo Jogo +” com conteúdo bônus da história, dificuldade aumentada, mais sustos, novos quebra-cabeças, entre outras surpresas.

“Este é um pesadelo interativo, uma exploração horrível pela escuridão que pode espreitar dentro da casa suburbana de aparência mais comum existente. Nela, houve uma família que já foi feliz, e através de cartas e jornais, ouvindo mensagens de voz e juntando pistas, compreenda os terríveis eventos que os levaram até seu fim. Contudo, você não estará sozinho. Algo mais permaneceu nesta casa, um ser de infinito pesar e raiva. Enquanto você procura pistas, ela irá caçá-lo.”Site oficial.

Inflicton é um tipo de jogo mais contemplativo do que de ação, onde é preciso examinar os detalhes para reunir pistas ou encontrar objetos-chave que nos permitem avançar. O ambiente é rico em elementos a serem analisados, sendo possível interagir com praticamente qualquer coisa para ver o que acontece, ou simplesmente poder observar os objetos mais de perto. É possível ainda esconder-se sob as mesas ou sob as camas, utilizar flashes de câmera para iluminar ambientes muito escuros, ou atordoar o espírito e despistá-lo momentaneamente de uma perseguição.

O jogo também possui diversas referências a franquia Silent Hill, e seu desenvolvimento foi claramente inspirado pela demonstração P.T. (Silent Hills, que acabou não “saindo do papel”). Como fã da série, logo percebi uma certa familiaridade, o que me atraiu bastante. Graficamente, o jogo também agrada bastante, utilizando a Unreal Engine como motor gráfico, os desenvolvedores criaram um ambiente fotorrealista com luzes e sombras dinâmicas, e objetos ricos em detalhes.

A trilha sonora não chama tanto a atenção, mas até aí já é algo bem esperado e comum para um jogo de terror. O bom mesmo é que os sons assustam, e é isso que realmente importa. Você de fato sentirá uma tensão ao andar pelos corredores da casa, e cada acontecimento fora do normal já pode te tirar do sério. Não recomendo este jogo para pessoas não acostumadas com jogos de terror mais pesados, porque a pegada aqui lembra bastante Outlast, então você já sabe aonde estará se metendo.

Não demorei muito para notar alguns bugs no jogo, inclusive um em específico que me fez ter de reiniciar o jogo: é possível mover certos objetos, e neste caso eu movi uma caixa que veio em minha direção. Porém, no momento eu me encontrava agachado, então a caixa me pressionou contra o carro da garagem, me fazendo entrar dentro do mesmo, sem ter como me mover. É um detalhe besta de um local específico, mas que me gerou certo incomodo por ter de começar o jogo novamente.

Infliction possui uma história atraente, que seria até um insulto contar em mais detalhes através desta análise, mas digo que foi numa pegada bem trágica ao maior estilo de Silent Hill, que é uma franquia que eu amo. O jogo é bastante imersivo, com uma ambientação e detalhes fantásticos, sons arrepiantes e cenas bizarras de tirar o fôlego. Há alguns bugs aqui e ali, mas nada de chegue a destruir sua experiencia. Certamente é um jogo que eu recomendarei a qualquer fã de jogos de terror.


Prós

+ Experiência de horror magnífica

+ Ambientação gráfica impecável

+ Objetos ricos em detalhes

+ Enredo atraente

+ Sons que causam até arrepios


Contras

– Alguns bugs

– Jogo curto demais



NOTA FINAL: 9.5 / 10.0

Jogo analisado no PlayStation 4 com código fornecido pela Caustic Reality.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s