Saints Row: The Third é um jogo de ação e aventura em mundo aberto, desenvolvido pela Volition, Inc. e publicado pela THQ. Foi lançado em 15 de Novembro de 2011 nos Estados Unidos e a França e a 18 de Novembro na Europa para Microsoft Windows, PlayStation 3, Xbox 360. Esta versão remaster do jogo foi lançada no dia 21 de maio de 2020 para Playstation 4, Xbox One e Microsoft Windows.

A história se mantém sem alterações. Nesse ponto, os Third Street Saints se transformaram em superstars nacionais. Promovendo linhas de roupas, bebidas energéticas, e juntando milhões de fãs pelo país inteiro. Após falhar em assaltar um banco em Stilwater, eles descobrem que tal banco era dirigido pela Syndicate, uma organização criminosa internacional liderada por Phillipe Loren. Depois de subornar a polícia e capturar o líder dos Saints, juntamente com Johnny Gat e Shaundi, Loren tenta negociar um plano de negócios com eles, a bordo de seu jato particular.

Saints Row: The Third é como uma paródia muito doida de GTA (que por si só, já possui seus momentos engraçados), apostando no humor e fazendo coisas completamente absurdas, muitas vezes transformando o próprio jogo em uma piada insana. Vale lembrar que esta é uma análise da versão remaster, então falarei apenas do que mudou ou do que se manteve igual ao jogo original.

Talvez para preservar a experiência maluca do original, algumas coisas não sofreram mudanças, como por exemplo a IA dos inimigos ou principalmente dos cidadãos, que reagem a certas ações suas de modo muito irreal. Outra irrealidade seria a física do jogo, com objetos as vezes tendo vida própria, dependendo de certas ocasiões, ou das colisões entre veículos que muitas vezes acabam sendo bem engraçadas.

Outra coisa que não mudou foi a trilha sonora, e nesse quesito não há o que reclamar, pois o jogo manda muito bem nas músicas. Os controles também não sofreram alterações.

É notável que apesar de poucas alterações nas mecânicas, o jogo levou um bom upgrade nas texturas, iluminação, reflexos e resolução geral. Mesmo com as texturas renovadas, os personagens continuam parecendo só “bonecos”. Suas animações e expressões faciais ainda continuam engessadas e pouco desenvolvidas. Quanto ao jogo em si, tudo flui muito melhor, com a taxa de 60fps em 4K no Playstation 4 PRO (não sei como está rodando no PS4 comum).

Como já joguei o original na época em que foi lançado, posso dizer com propriedade sobre as mudanças que me agradaram neste remaster. A chuva está mais realística, assim como os efeitos de luz do sol, ou até mesmo os reflexos nos carros e como as luzes afetam os objetos provam que a equipe de desenvolvimento realmente se empenhou em entregar um remaster de respeito.

No entanto, para um jogo não tão antigo, ainda da geração de jogos anterior a atual, vale se perguntar se de fato valia a pena terem lançado este remaster agora, ainda mais sem uma versão para o Nintendo Switch. Ao menos tiveram a boa consciência de lançar o jogo pela metade do preço de um jogo triple A no lançamento.

Saints Row: The Third Remastered é um jogo talvez até de nicho, já que nem todos se agradam com este estilo muito louco. Apesar de seu lançamento talvez precoce, o trabalho em cima deste remaster foi muito bem feito, e o preço está até justo para seu lançamento. Aposto que muitos fãs ficaram felizes com sua chegada.


Prós

+ Experiência continua gratificante

+ Texturas, resolução e gráficos melhorados

+ Jogo ainda é muito divertido

+ Trilha sonora foi mantida

+ Efeitos de luz, reflexos ou chuva estão fantásticos


Contras

– Inteligência artificial nada similar a realidade

– Física do jogo não sofreu nenhuma melhoria



NOTA FINAL: 9.0 / 10.0

Jogo analisado no PlayStation 4 PRO com código fornecido pela Deep Silver.

Anúncios

Deixe uma resposta