Valheim é um jogo Survival baseado na mitologia nórdica desenvolvido pela Iron Gate Studio, em que você é transportado para o reino de mesmo nome e deve evoluir e enfrentar as criaturas presentes nele. O game teve seu acesso antecipado disponibilizado em fevereiro de 2021, e será lançado na Steam para as plataformas Windows e Linux.

Você começa em um mapa fechado, e vai liberando novas áreas enquanto vai explorando, e por mais que ele seja gerado aleatoriamente, segue uma lógica de geração de biomas pré programados. A primeira área de spawn é necessariamente mais simples, com mobs mais fracos e com itens mais fáceis de adquirir. Após matar o primeiro chefe é que o jogo começa a se desenvolver, forçando o jogador a explorar outras áreas potencialmente mais difíceis e desafiadoras.

Como geralmente são jogos desse estilo, é necessário evoluir seus itens a partir de elementos encontrados pelo mapa. O personagem em si é muito mais dependente de armaduras, armas e alimentos do que de atributos físicos. Apesar do jogo evoluir de acordo com cada boss enfrentado, é possível encontrar itens que farão o personagem ficar mais poderoso ignorando os bosses, mas provavelmente o jogo perde um pouco do significado. 

Para iniciar os trabalhos, a bancada de ferramentas (com a mesma função da crafting table em outro jogo aí) vai ser a principal responsável pela fabricação dos seus itens. Cada vez que um objeto for encontrado será liberada uma receita para o jogador, a partir daí basta fazer a lista e sair para procurar os artigos, sempre levando em consideração o bioma em que se encontra e qual inimigo o dropa.

Os diferentes tipos de armas não se dão apenas pelos materiais utilizados na fabricação. Dependendo do seu estilo de luta você pode optar por usar uma espada, tacape, lança, machado, alabarda, faca, maça e arco, sem contar os vários tipos de flecha. O sistema de combate fica mais amplo, dando mais opções e liberdade dependendo do seu jeito de jogar.

Em alguns momentos aleatórios do jogo a sua base pode ser atacada por criaturas da floresta, e nesse quesito o jogo caprichou também ao dar tantas alternativas para construir. Além da sua casa de madeira você também pode trabalhar com pedras, erguendo muros mais resistentes, paredes mais grossas, cercas com portão para facilitar sua entrada, ou até colocar estacas afiadas como forma de boas-vindas. 

Para os fãs de dungeons (como eu), a boa notícia é que alguns itens indispensáveis são encontrados nesses lugares, em uma exploração que pode levar horas (no jogo, é claro). Ao entrar nessas câmaras, é possível perceber que elas também são geradas aleatoriamente, fazendo com que cada experiência seja única. A atmosfera criada lá dentro é de suspense, parecendo que sempre tem alguém te observando. Talvez tenha.

A melhor parte desse jogo, sem dúvidas, é o sistema de navegação. Assim como os itens vão avançando em qualidade progressivamente, os barcos construídos também vão. Como o jogo tem a exploração presente a todo tempo, o Oceano foi considerado um bioma, e construir um navio é a melhor forma de descobrir o que há além do limite do mapa. No canto direito da tela é possível ver um símbolo circular com um desenho, essa forma representa a direção da sua nau e a direção do vento, que muda de tempos em tempos.

Para interligar lugares muito distantes o game adicionou portais. Com alguns materiais simples (que já podem ser encontrados no início do jogo) você os conecta e basta pôr o mesmo nome neles. Uma sugestão para conhecer lugares mais longínquos é entrar no barco e se guiar apenas pelo vento, mudando a rota de acordo com a direção. Como o mundo em Valheim não é infinito, talvez a sua dúvida seja a mesma que eu tive, ao chegar no fim do mapa não há nenhum bônus ou criatura colossal, apenas a morte ao cair do mundo plano.

Algo que faz um pouco de falta nessa versão ainda inacabada de Valheim é a trilha sonora. Em algumas partes do jogo você percebe um clima um pouco mais tenso, é claro, mas ainda assim faz falta uma música mais ativa durante uma batalha (nem que seja contra mobs na Floresta Negra), ou um som que encoraje durante as navegações. Os bosses, no entanto, possuem músicas próprias, e nesse sentido eles levaram em consideração o estilo dos bosses e o local em que se encontram, fazendo um ótimo trabalho.

As “fases” de Valheim são baseadas nos bosses que você está enfrentando. É preciso procurar na raça cada um desses 5 chefes em biomas diferentes, já que o jogo é gerado automaticamente. A única coisa que não muda de acordo com o mapa é o item utilizado para fazer o ritual de invocação. As lutas são sensacionais, e aumentam demais o nível de dificuldade entre uma e outra.

Um ponto interessante sobre a dificuldade do jogo é que ele não é necessariamente impossível, mas exige que o player treine, entenda as mecânicas, e desenvolva. Cada inimigo pode ser letal, não existindo nenhum considerado fraco, mas a partir do momento que o jogador entende a movimentação a batalha com aquele mob passa a ser mais simples. Vários outros jogos partem dessa premissa, o que deixa mais fluido e não apenas “bater e correr”.

Para deixar o jogo ainda melhor, é possível jogar com seus amigos no modo online. Você pode construir sua base, enfrentar os chefes, ou simplesmente entrar no barco e sair sem rumo com um grupo de 10 pessoas. Os servidores, apesar da explosão do número de jogadores, operam muito bem e de maneira rápida.

CONCLUSÃO

Valheim surpreende positivamente os fãs de survival e pode ainda atingir jogadores que curtem a temática viking. Sua geografia detalhada faz com que se passem horas explorando e estudando cada centímetro da região. É um jogo complexo o bastante para ser jogado com calma, mas divertido ao ponto de poder aproveitar com os amigos. Por estar em acesso antecipado, é de se esperar que ainda venham atualizações, mesmo que no momento já tenha valido a experiência.

PONTOS POSITIVOS

+ Variedades de itens e armas;

+ Sistema de navegação complexo.

+ Jogo leve e com baixa exigência do computador.

PONTOS NEGATIVOS

– Falta de trilhas sonoras mais ativas durante o jogo;

– Ainda sem animais para usar de montaria ou criação.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s