Let’s Sing Queen é um jogo musical (caraoquê) desenvolvido pela Ravenscourt em parceria com a Voxler e publicado pela Deep Silver, disponível para Playstation 4, XBox One e Nintendo Switch. Reunindo 30 faixas da banda britânica que dá nome ao jogo, Let’s Sing: Queen testará seus pulmões e cordas vocais.

Do menu você terá acesso à quatro modos de jogo: Classic, que funciona como um modo arcade em que você pode cantar sozinho ou acompanhado de seus amigos as músicas disponíveis; Feat., onde os jogadores alternam trechos da música, como em um dueto; Mixtape, em que trechos de até cinco músicas podem ser reunidos em uma única faixa; e World Contest, o multiplayer online do título. Só não entendi o porquê de não utilizarem imagens da banda nos menus, que contam com os personagens da franquia Let’s Sing…

Joguei acompanhado de minha esposa, testando à exaustão os modos Classic e Feat. Embora seja divertidíssimo, há de se reconhecer a crueldade de Let’s Sing Queen: vendido como um jogo causal, ele espera que você seja capaz de alcançar as mesmas notas que Freddie Mercury, dotado de um alcance vocal praticamente inumano. O resultado, ao menos aqui em casa, foi sempre o mesmo: performances meia boca e pontuações baixíssimas após a execução de cada canção. Aliás, não é possível criar playlists e cantar várias músicas em sequência. Você sempre retorna à lista de músicas após a tela de pontuação.

Com relação ao gameplay, é possível jogar utilizando um microfone conectado diretamente ao controle, um microfone ou headset USB ou, ainda, através do aplicativo Let’s Sing Mic, disponível para smartphones.

Durante as músicas, os clipes originais da banda são exibidos ao fundo, sendo possível optar por ouvir o áudio original da faixa, com a voz de Freddie, ou utilizar a sua própria voz. O que, embora seja uma ideia bacana, traz um atraso no áudio (pelo menos utilizando o celular como microfone – não testamos outros periféricos), resultando em um delay entre a voz, os instrumentos e a imagem. Por aqui optamos por deixar o áudio original rolando, já que somos péssimos vocalistas…

CONCLUSÃO
Let’s Sing Queen é tão divertido quanto difícil. Nem todos serão capazes de obter resultados satisfatórios ao tentar alcançar as notas cantadas por Freddie Mercury, mas com certeza sairão felizes. A seleção de faixas é satisfatória e agradará aos fãs da banda, embora Love of My Life e outras canções icônicas tenham ficado de fora. Vale destacar que, por ser um caraoquê, a rejogabilidade é bastante limitada.

PONTOS POSITIVOS

  • Músicas e clipes originais da banda;
  • Não é necessário ter um microfone para jogar, basta utilizar o aplicativo ou o headset;
  • Ótimo para jogar entre amigos.

PONTOS NEGATIVOS

  • Não é possível cantar várias músicas em sequência;
  • Dificuldade elevada pode frustrar alguns jogadores;
  • Baixo fator de replay.

NOTA FINA: 7,5 de 10,0

Review escrito a partir da versão digital de PS4, cedida pela assessoria de imprensa do jogo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s