Lightyear é uma animação longa metragem da Disney – Pixar que mescla ficção científica, ação e comédia. Sua estreia está marcada para o dia 16 de Junho, nos cinemas.

O filme traz as aventuras do Buzz Lightyear, Capitão do Comando Estelar. Até então só conhecíamos através da franquia “Toy Story”, que começou em 1995 e que vem colecionando fãs desde então.

Confira o trailer:

ENREDO

Após cometer um erro, a nave do Comando Estelar foi danificada. Para saírem dali todos precisam explorar o planeta em busca de recursos e só assim acharem um jeito de consertar a nave.

Uma história aparentemente básica, mas o que torna Lightyear ímpar são as entrelinhas e como tudo é amarrado perfeitamente. Tudo aqui funciona bem redondinho e a evolução acontece de forma tão natural que faz o filme ser daqueles que te prendem na tela e só te solta nos créditos.

Os personagens são singulares, repletos de expressão e personalidade. Por mais que você prefira um ou outro, todos conseguem te agradar.

QUEM É O PÚBLICO ALVO?

O filme ele agrada a todas as idades com muita facilidade. É um filme divertido e que tira muita risada, é uma aventura legal com reviravoltas surpreendentes.

Contudo Lightyear é um “abraço quente” para os fãs de mais idades, principalmente para aqueles que tem aproximadamente a idade da franquia Toy Story. São referências em objetos e frases que faz a nostalgia alcançar a nossa criança interior. O filme também traz uma carga emocional que é mais difícil para as crianças entenderem. Ou seja, enquanto elas ficam rindo a gente já vai decifrando o por vir.

Animação e ambientação

Como é de se esperar, a animação está cada vez mais minimalista e rica em detalhes. É incrível como são perfeccionistas na projeção de luzes e sombras, mesmo durante as cenas mais caóticas dá pra ver que nada foi deixado de lado.

A ambientação está um pouco mais simplista, com uma paleta de cor reduzida e com cenários sutis. Difere muito do tom colorido e alegre de Toy Story, o que é o objetivo sendo claramente alcançado. O “menos é mais” sendo bem executado.

Dublage

Confesso que estava com receio de ver a dublagem pelo fato de terem mudado o dublador e colocado o Marcos Mion pra dar voz ao protagonista do filme. Digo isto pois até hoje não tenho uma experiência agradável ao ouvir a dublagem de Luciano Huck em “Enrolados”. Huck soube colocar emoção na voz, mas pra dublar só isso não foi o suficiente.

Dito isto, fui surpreendido pela qualidade de Marcos Mion, dá pra sentir o empenho e a entrega do apresentador. Ele além de colocar emoção de forma precisa, conseguiu dar uma voz singular ao protagonista. Ele trouxe um tom que diverge muito do “Marcos Mion apresentador”, achei sensacional.

CONCLUSÃO

O filme é sensacional e me fez sair do cinema sentindo como se o filme fosse feito pra mim. Uma animação linda, um roteiro bem executado, a dublagem que me agradou, simplesmente achei tudo bom. É incrível como a Pixar sempre conseguiu nos divertir e emocionar ao mesmo tempo.

NOTA FINAL: 10/10

Agradeço a Disney por nos permitir ver o filme antes da estreia.

2 comentários »

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s